Romantismo no Brasil Resumo


O marco inicial do Romantismo no Brasil foi no ano 1836, quando foi publicada a obra “Suspiros Poéticos e Saudades”, de Gonçalves de Magalhães. Já o marco final ocorreu em 1881, quando Machado de Assis inaugurou o Realismo com o livro “Memórias Póstumas de Brás Cubas”. Para saber mais sobre esse período, basta conferir o nosso resumo do Romantismo no Brasil.

Além da literatura, a vida social também foi afetada pelo Romantismo, principalmente em decorrência das Revoluções Francesa e Industrial. A sociedade ficou dividida entre burguesia industrial e classe operária, que era composta dos chamados proletariados. Enquanto o capitalismo se desenvolvia cada vez mais e a burguesia conquistava poder, as pessoas que dependiam dos impérios feudais iam de mal a pior com o final do Absolutismo na Europa e o começo do processo de industrialização, que se alastrou por vários países.

A Independência do Brasil foi um fato histórico que mudou os rumos políticos, econômicos e sociais no país até a Proclamação da República, em 1889. Além disso, o Segundo Reinado foi caracterizado por um avanço significativo na sociedade brasileira, ainda que o país continuasse sendo predominantemente agrário e com uma economia baseada no latifúndio, na monocultura e na escravidão.

Já em relação ao contexto cultural, a independência estimulou os brasileiros a buscarem a afirmação de uma identidade com base em uma cultura própria, levando em consideração as origens indígenas e sertanejas do nosso povo. Porém, essa busca por uma identidade própria se espelhou nos modelos de Romantismo Europeu.

Características do Romantismo Brasileiro

Essa fase no Brasil se assemelha à mesma fase na Europa. No entanto, autores como José de Alencar e Gonçalves Dias se esforçaram para incorporar mais elementos brasileiros na escrita. O Romantismo daqui também incluiu o Indianismo e o regionalismo, que usava expressões específicas nacionais.

A literatura foi marcada pela ruptura com a tradição clássica, que tinha sido imposta por autores do período árcade. Além do início da prosa de ficção brasileira, o Romantismo contou com novas concepções literárias, como a observação das condições do estado da alma dos personagens, a análise de emoções, assim como desabafos sentimentais, a valorização da figura indígena, a manifestação do poder divino por meio da natureza acolhedora do ser humano, a liberdade, o subjetivismo, a saudade e temas voltados para o amor.

Principais autores do Romantismo Brasileiro

Your ads will be inserted here by

Easy Plugin for AdSense.

Please go to the plugin admin page to
Paste your ad code OR
Suppress this ad slot.

Na poesia, destacaram-se Gonçalves Dias, Álvares de Azevedo, Casimiro de Abreu, Fagundes Varela, Junqueira Freire, Castro Alves, entre outros. Por sua vez, Joaquim Manuel de Macedo, Manuel Antônio de Almeida e José de Alencar foram os principais autores que tiveram destaque na prosa romântica brasileira.

O grande protagonista da 1ª Geração do Romantismo no Brasil foi Gonçalves Dias, maranhense que consolidou a literatura romântica no país depois que ela foi introduzida por Gonçalves de Magalhães. As poesias de Gonçalves Dias deixavam o índio como uma figura heroica. Na parte técnica, havia bastante musicalidade, métrica e ritmos perfeitos.

A obra poética de Gonçalves Dias foi separada em três categorias: lírica, que continha ideias ligadas ao amor, ao sofrimento e à dor do homem romântico; medieval, que usava o português arcaico; e nacionalista, que exaltava a pátria distante, como em “Canção do Exílio”.

O romance escapista e idealizado fazia sucesso na época, principalmente as obras indianistas. Um dos maiores exemplos disso foi “O Guarani”, de José de Alencar, autor que também fez romances urbanos, em que criticou a sociedade burguesa carioca.

Já o regionalismo foi muito presente nas obras de Visconde de Taunay, que descrevia regionalismos com muitos detalhes e com muita fidelidade. Em “Inocência”, por exemplo, os personagens tinham características comuns aos de outras obras românticas, com o diferencial de que o quadro regional era muito forte e interferia no destino dos personagens. Sendo assim, o autor escreveu livros que se passavam nos pampas gaúchos ou na sociedade baiana da zona do cacau, por exemplo.

Você já leu alguma obra do Romantismo Brasileiro? Se sim, conte o que você achou de cada obra e dê a sua opinião a respeito desse período em que os autores tinham o objetivo de impulsionar a formação de uma linguagem e de uma cultura mais brasileiras, a partir da presença do índio, de regionalismos, entre outras características que garantiram o destaque dos autores citados!

Comments are closed.