Você está aqui: Capa » Bem Estar » Pílula do Dia Seguinte

Pílula do Dia Seguinte


Mesmo com tanta instrução nas escolas e nas mídias, muitas pessoas ainda vacilam na hora de se relacionar sexualmente e não usam camisinha. O governo federal distribui camisinha gratuitamente nos postos de saúde, já que a camisinha além de evitar uma gravidez evita às doenças sexualmente transmissíveis. Para evitar a gravidez, as meninas podem optar por tomar anticoncepcional, que além da função citada anteriormente, ajuda a regularizar a menstruação.

Pílula do dia seguinte

pilula-dia-seguinte

Mesmo com essas informações e meios de evitar uma gravidez, ainda tem gente que não se previne, intencionalmente ou não, e acaba passando por um apuro. Pensando nesses “desavisados”, foi criada a pílula do dia seguinte. A pílula do dia seguinte, como o nome já diz, é um anticoncepcional a ser tomado no dia seguinte após o ato sexual. Ela pode ser tomada até após 72 horas a relação, e tem a função de cortar o efeito do espermatozóide dentro do corpo feminino, evitando assim uma gravidez indesejada.

Preço

pilula-dia-seguinte-2

A pílula pode ser comprada nas farmácias em uma cartela com duas unidades. Geralmente essa cartela custa em torno de R$15 a R$20. Normalmente é necessária a prescrição médica para poder adquirir a pílula, mas há farmácias que vendem sem a receita.

Como a pílula funciona?

Ao adquirir a pílula, a mulher ingere uma e, após 12 horas ingere a outra pílula da cartela (por isso na cartela vem duas pílulas). Lembramos que a primeira pílula deve ser tomada até no máximo após 72 horas da relação sexual em que houve o risco de engravidar.

Alguns efeitos e reações

pilula-dia-seguinte-3

O uso da pílula do dia seguinte dá alguns efeitos colaterais. A mulher pode ter o seu ciclo menstrual alterado, além de que pode sentir dor de cabeça, sensibilidade nos seios, náuseas e vômitos.

Alguns cuidados devem ser tomados com esse anticoncepcional. A pílula do dia seguinte tem uma carga de hormônios muito grande para ter sua função realizada, portanto ela não deve entrar numa rotina, como a camisinha ou a pílula anticoncepcional. A quantidade de hormônios da pílula é tão alta que altera o ciclo menstrual, e com uso constante pode causar na mulher uma gestação ectópica (fora do útero). Por isso, os médicos recomendam que a pílula seja tomada quando realmente for necessário, quando houver um risco de gravidez eminente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Scroll To Top